Acesso exclusivo do aluno

Artigo detalhe

 

Tantra

por Profa. Margareth Gonçalves (Devidasika)
10/08/2004

A sexualidade é considerada uma arte e uma ciência tanto na Ìndia como no Nepal, Tibet, China e Japão.A filosofia tântrica foi desenvolvida por um povo chamado drávida, há mais de cinco mil anos, numa região que hoje é a Ìndia.

Era uma civilização agrícola, que não tinha religião, que não era guerreira, e cultuava a mulher como uma deusa por ela poder gerar vida, assim se tornando sagrada.

O tantra sendo matriarcal promovia o uso dos sentidos e era contrária a qualquer manifestação de preconceito ou repressão. Nesta ocasião este tantra se divide em duas vertentes: o da mão direita que considera que cada ser humano possui em si todos os pressupostos que lhe possibilitam alcançar o auto conhecimento e atingir a felicidade; e o da mão esquerda: que diz que a energia sexual inerente a cada um ao invés de ser reprimida, deve ser canalizada para todos os setores da vida, gerando disposição e felicidade.Assim este tantra se expande além das fronteiras indianas, propiciando o surgimento do budismo tantrico - que elimina o ritual  sexual - que une práticas sexuais tantricas e princípios do taoísmo.Esse mesmo tantra representa a expressão mais plena de nossa  totalidade; é a partir dele que nós nos conhecemos em comunhão com o outro, com a arte, com a natureza e com a vida.

Nos resgata também  a arte de sentir, de expressar, de compartilhar, e de amar...é uma integração  do físico, do emocional, do mental, do energético, do psíquico e do espiritual elevando o ser a um potencial holístico.  Na cosmologia tantrica, a constituição básica é fundamentada por três forças inseparáveis e unidas a uma única energia que as complementa chamada SHAKTI, que é energia intuitiva de sabedoria, reconhecendo a mulher como um ser divino. Podemos classifica-las assim:

1°) “BRAHMA”, representa o nascimento, situa-se ao lado direito do corpo sutil, chamado de “PINGALA”; este canal controla o fluxo de energia solar, que é ardente,  expansivo, agressivo, arrogante, patriarcal, lógico e convencional.

2°)”VISHNU”, representa a manutenção da existência, situa-se ao lado esquerdo do corpo sutil, chamado de “IDA”; este canal controla o fluxo de energia lunar, que é instintiva, matriarcal, não convencional, contrativa, submissa, modesta, e fluídica.

3°)”SHIVA”, representa a transformação , a transmutação de força transcendente daquilo que é negativo em nós, é o canal que une os dois anteriores em um só na base da coluna, dando por desperta a KUNDALINI, chamado de “SUSHUMNA”; este canal controla a evolução espiritual, e nos dá condições de contatarmos com outros níveis de percepção, levando a seus praticantes uma maior sensibilidade, leveza,  saúde, bem-estar,  desenvolvimento interior, paz, felicidade, amor, auto-reconhecimento e auto-realização.

Essa tríade pode ser comparada da seguinte forma no nosso corpo físico:
a)    Brahma, é a nossa comida....
b)    Vishnu, é a nossa bebida....
c)     Shiva, é a nossa energia vital....

Suas consortes são respectivamente:
a)    Saraswati....
b)    Lakshmi....
c)    Kali.... (ou Durga, ou Parvathi, aspectos da MESMA deidade)

Portanto tantra é: filosofia, ciência, arte, estilo de vida, energia sexual, energia vital, manutenção das energias, consciência e criatividade (não é em espécie alguma, o ato sexual puramente dito, como é difundido por aí de uma forma irresponsável por algumas escolas, somente para chamar a atenção  e angariar mais alunos). Sendo assim, o tantra é ético, respeitoso, sempre valorizando a si mesmo e o outro, é espontâneo, natural.

Existe um dizer muito sábio que diz o seguinte:
“A união do homem e da mulher é como a união do céu e da terra. É devido ao seu CORRETO acasalamento que o céu e a terra duram para sempre. Os seres humanos esqueceram-se deste segredo e por isso tornaram-se mortais. Conhecendo-o, o caminho para a imortalidade está aberto.”
Shang-ku-san-tai


TANTRA, vem  da palavra TRAYATI;
Tan quer dizer expandir...
Tra quer dizer consciência...

Tantra não é tornar-se algo, e sim ser esse algo, significa literalmente, trama, teia, regra ritual; toma por base a liberdade responsável do corpo e da mente, para atingir a espiritualidade plena. Essa liberalidade não deve ser entendida no sentido de orgia, mas num sentido infinitamente mais profundo. A linguagem adotada é denominada Shandhya Bashya ou dissertação silenciosa. Por isso, o tantra deve ser praticado somente com um mestre (que você seja no mínimo mestre de si mesmo) depois de receber as iniciações  inferiores, passará automaticamente para as iniciações superiores,cujo tantra está inserido,ou seja dos mistérios menores para os maiores.

Antigamente os casais que praticavam o tantra, o conheciam com outros nomes como: Rudra Yoga, Shakty Yoga e Shiva Yoga.    

SUA PRÁTICA
Sádhana em sânscrito significa literalmente “prática ou ritual”. Temos que seguir um sádhana específico tantrico para alcançarmos os Siddhis, ou  seja  poderes psíquicos do homem. Essas práticas são ensinadas somente para instrutores ou mestres. As práticas denominam-se Tantra Sádhanas, que são:
a)    MRIDU ou prática moderada;
b)    MÀDHYA  ou prática mediana;
c)    ADHIMATRA ou prática adiantada;
d)    ADHIMATRATAMA ou prática superior.

Existe também a linhagem mais antiga da Índia chamada, Guru Parampara, que segue uma linha de iniciações direta de mestre para discípulo; nesta linhagem os ensinamentos são dados diretamente do mestre para o discípulo, não precisando passar por sádhanas específicos (depende do grau de consciência de cada ser).

O tantra é uma filosofia comportamental de vida que independe de crença religiosa.

ATITUDES
O estudo da psicologia profunda do tantra nos faz descobrir três modos de manifestação da Mãe Divina quando estamos em contato com o mundo transcendente, universal e individual.

1) Como transcendente, a Mãe Divina ou Energia Cósmica está acima de todos os mundos e leva sua consciência eterna.

2) Como universal, a Energia Cósmica leva sua consciência penetrando por todos os universos paralelos existentes.

3) E, como individual, a Energia Cósmica leva sua força e manifestação a cada homem e mulher, transmitindo o mesmo poder e desenvolvimento psicofísico.

PODERES
O tantra oferece um leque de várias técnicas para o homem atingir sua plena realização com todas as coisas na terra. Estas técnicas levam o praticante ao desenvolvimento integral de todas as suas capacidades psíquicas trazendo o conhecer-nos a partir da comunhão com o outro, com a arte, com a natureza, com a vida. “ Todo o ser vivo  percebe o subjetivo   e o objetivo, mas o tantrico  reside na união entre ambos”(texto tantrico). O Kularnava Tantra nos fala de dez siddhis (poderes) mais importantes: levitação, ampliação do campo da aura, controle sobre os elementos, audição apurada, penetração no fogo, controle sobre a fome e a sede por um longo tempo, controle sobre o sono por um longo tempo, erudição e perfeição em todos os sentidos, paralisação voluntária das funções sensoriais, domínio sobre a morte (dilatação do tempo devida a seu critério).

O mago rosacruz Paschoal Beverly Randolph nos diz o seguinte: “O ritual do amor mágico pode ser completado por objetivos tão variados como a vida mesma o é, mas não se pode esquecer jamais que a lei da polarização e reflexo devolve ao operador o bem e o mal que ele causa ao outro”; Randolph desenvolveu um princípio, no qual afirma que se o ato sexual é perfeito, se a união entre o homem e a mulher se cumpre dentro de todas as esferas de seus respectivos seres, suas forças aumentam tanto mental quanto fisicamente.“E a prece, esta prece, é sempre satisfeita”.Teríamos então um resultado prático desta magia sexual que seriam as seguintes:

1) A regenerência da força e da energia vital e o reforço do poder magnético;

2) A produção da influência magnética, em vista  da submissão do homem à mulher,ou da mulher ao homem;

3) O refinamento do poder ou dos sentidos em geral;

4) A determinação, à  vontade,do sexo da criança a conceber  e o reforço de suas capacidades cerebrais  ou corporais;

5) A criação  de visões  sobre humanas,espirituais e sublimes;

6) A realização de um projeto ou de um desejo extremo, não importa em que ordem de idéias.

É preciso muito critério e maturidade, sensatez e muito discernimento para ser um praticante desta arte, e o mais importante: ser um iniciado  pessoalmente de preferência por um Deva. (a coisa não é negligenciada assim como pressupõem alguns esoteristas)

DIFERENÇAS
Tantra: filosofia comportamental de tendência matriarcal e sensorial com liberdade e expressão responsável.

Tantra Yoga: sistema prático específico que leva a iluminação da consciência através de recursos tantricos milenares. Representa um ponto intermediário entre os dois extremos, o celibato e o ser dominado pelo eu inferior carnal. É a ciência espiritual de como utilizar adequadamente a energia sexual a serviço de Deus. A sexualidade é vista como uma energia sagrada para ser usada, porém, apenas sob a orientação da alma, não do eu inferior. O tantra yoga  incorpora o conceito de que a energia sexual precisa ser controlada, dominada e utilizada, não esquivada.

Yoga Tantrico: é qualquer tipo de yoga que aceite os princípios do tantra. Por exemplo: Vidya Yoga, Tantra Yoga, Hatha Yoga, etc.

NOSSO TEMPLO; O CORPO
O templo de nossa alma é o nosso corpo físico. Dentro desse corpo temos elementos como: terra, água, fogo, ar, éter, e também suas propriedades.O tantrismo nos diz que há nove portais para o templo corporal; os inferiores são o ânus e o órgão sexual; os superiores são a boca, o nariz, os olhos, os ouvidos e a moleira, no alto da cabeça conhecida como “Abertura de Brahma”.

PRANA (respiração)
No lado direito do corpo, atua as forças solares  ...psique masculina, fogo, processos intelectuais.
No lado esquerdo do corpo, atua as forças lunares ...psique feminina, água, processos intuitivos.
Os tantras declaram que o processo diurno da respiração pelas narinas é causado pela influência do sol, e o processo noturno pela lua.
Comentam vários textos tantricos antigos, que se no momento do orgasmo, a respiração solar domina o homem, e a lunar a mulher, e ocorre a concepção, a criança será do sexo masculino.; a situação oposta produz uma criança do sexo feminino (acredito ser apenas uma tendência).

KUNDALINI
Kunda significa “LAGO”.  A kundalini no ser humano está localizada na região sexual de cada indivíduo.É um fogo interno com uma potencialidade incrível, que ao passar do tempo deve ser convertido em ojas, é o princípio vital, que quando estimulado pela respiração, consome as impurezas do corpo e da mente.(ver artigo escrito na 6°sentido,n°52, no artigo “O erotismo da alma”). Kundalini é a energia matriz, a adi  shakti que,  lenta e gradualmente, conduz a pessoa ao objetivo  mais elevado. De acordo com alguns textos védicos, a grande deusa Kundalini, dorme na região sexual do corpo; sua forma é semelhante a uma serpente de três voltas e meia; enquanto ela está adormecida, a alma individual, jiva, é limitada e o verdadeiro conhecimento não aparece.Em sua jornada ascendente, a kundalini passa por centros psíquicos conhecidos como “chackras”, que estão alinhados ao longo da coluna vertebral, na região sexual entre os genitais e o ânus, na região do baço, na região do umbigo, coração, garganta e na cabaça, entre os intercílios.São centros sutis e não físicos, e funcionam como transformadores.

A deusa Kali representa a energia kundalini despertada, a força transcendental do sexo. Ela representa a amante voluptuosa; é a noite escura; enquanto a deusa no aspecto Parvathi simboliza a luz resplandescente da lua cheia, ela é a mulher dona de casa que cuida dos filhos, e é esta mesma mulher que a noite deseja seu marido com toda a sensualidade. Elas são uma só pessoa, com duas personalidades, embora a maioria dos seres humanos idealize o arquétipo de Parvathi, e receie o arquétipo de Kali, ambas nada mais são do que facetas do mesmo ser, que assumem formas diferentes para funções diferentes.Sempre no período da menstruação a mulher adquire as propriedades de Kali. É pela força do sexo que os seres humanos e todos os demais seres vivos entram na expressão de vida. Impelidos pela energia sexual, os seres se desenvolvem e crescem. O sexo é onda vital, a força da realização, da evolução e da transcendência.  “O espírito está em ti e ao redor de ti. Quando tudo é pura consciência  espacial, alcança a essência  da plenitude” (texto védico).

ALIMENTAÇÃO
Qualificada em três categorias, é aconselhável que nunca a provemos enquanto a estamos preparando, pois se isso acontece ela (a comida) perde sua qualidade sacramental.
As três categorias são:

a) Sátvica: leite, mel, manteiga, laticínios, castanhas, grãos, frutas e todos os vegetais que crescem acima da terra. A essência do gosto da comida é transformada em sangue, carne, gordura, osso, medula, sêmen e ovo. Com este tipo de alimentação, o sêmen do homem se torna doce, branco e cristalino.

b) Rajásica: comidas quentes e estimulantes; raízes dos vegetais, pimenta, condimentos, sal, peixe, carne, galinha e todo e qualquer extremo de cada sabor( doce, salgado, adstringente, amargo, picante, e ácido). Baseando-se nesta alimentação, o sêmen se torna grosso, gosmento, salubre e tem mau cheiro.

c) Tamásica: carnes pesadas e ovos; cebola, alho, comidas cozidas em óleo saturado; esta alimentação aumenta o elemento terra e água, manifestado no corpo na forma de muco e gordura. Com esta alimentação, torna-se até melhor não mencionarmos como fica o sêmen no homem, mas com um mínimo de raciocínio podemos imaginar.

OBS: Os três estados do sêmen é idêntico a situação do lícor vaginal na yoni (órgão sexual feminino). A cor branca na China simboliza a transcendência do homem. Na Índia era usado por celibatários, associando a yoga , meditação e Shiva. No Tibete, significa a remoção da ignorância. No Islã, significa masculinidade, liderança e misticismo. No corpo humano, a cor branca é simbolizada na representação do esperma. Este tem a capacidade de viver e reter consciência durante um longo período após a ejaculação. Textos tãntricos e taoístas transformam o esperma em soma (ojas). O esperma é produzido a partir do alimento ingerido durante o período de um mês, portanto você é sim o que come....

ÁGUA
Como a água tem a capacidade de tonificar os órgãos e os sentidos quando ingerida em jejum pela manhã, ela recebeu o título de “néctar”,na tradição tântrica.

BANHO
É um processo de purificação espiritual....no entanto, a tendência  de correr para o banheiro à fim de tomar banho após o ato de amor, é condenada pelos tratados orientais; a transpiração produzida pelos corpos no ato de  amor, contêm minerais sutis e secreções vitais benéficas caso absorvidas.;  sendo  assim, o banho deve ser realizado no mínimo uma hora após o clímax.

SEXO SACRALIZADO
Durante o ato do amor, as forças vitais do casal se misturam; seus karmas individuais se convergem, e processa-se uma troca que pode afetar seus destinos individuais ou conjuntos. Um único ato sexual pode, em circunstancias corretas, alterar o curso do destino, além de despertar a kundalini. A vida sexual é uma realização concreta. A vida espiritual é um processo de sublimação desta mesma vida.

O tantra vê no sexo uma prática transcendental, capaz de levar aos praticantes de suas técnicas maior sensibilidade, leveza, saúde, bem estar, desenvolvimento interior, paz, felicidade, amor, auto conhecimento e auto-realização. O amor tem como objetivo principal visar a vida divina. O fluído vital proporciona vigor, força física e mental aos seres humanos.O ato de amar é um processo yogui. Esse ato é muito negligenciado por todos nós. Um ato que gera novas vidas não poderia ser desprezado pelos deuses. As pessoas que negativizam o ato sexual se esquecem de que é exatamente do clímax desse ato que uma alma desce e que uma nova vida é concebida. (ver sexto sentido, n°52, “O erotismo da alma”.).

Um relacionamento tântrico,  é enriquecedor, mais adulto e consciente.É através da energia sexual que desenvolvemos todas as nossas potencialidades; praticando esta arte estamos maximizando nossas energias vitais, mentais, emocionais, etc. O clímax que normalmente alcançamos está muito aquém daquele que temos ao nosso alcance.O início para que nos tornemos maiores através desta arte, começa em modificarmos o nosso conceito de posse que temos em relação ao outro, e passarmos a um conceito de doação e contemplação ao parceiro.

O ato de amar passa a ser um ritual, uma celebração, com muita atenção, afeto, carinho, respeito, etc, sempre vivenciando  todos os desejos   com sabedoria, uma pitada de fantasia, enriquecendo todos os sentidos.Nesta altura, nos despojamos de todos os conceitos negativos que o sexo é envolvido aqui no ocidente.Fazemos acontecer um ato de amor mais longo, realmente afrodisíaco e espiritual ao mesmo tempo, despertando em nós sensações de maiores  emoções, maior sensibilidade do tato, dos sentidos , enfim de todo o nosso ser.

Esse entrelaçamento de almas deve ser firmado em bases de valorização, diálogo, cuidados, atenção para com o outro e por si mesmo, e principalmente afeto em ambos, super excitando assim a percepção; então uma nova consciência surge, mais ampla, mais enriquecedora, mais adulta, mais madura e mais consciente. “Liberta a mente de todo o propósito e aprende a não dualidade. Então dona dos olhos de gazela, o ser limitado se transforma no Ser absoluto” (texto tantrico). “Sábio é o homem que sabe contemplar uma mulher, pois ela é a expressão da sabedoria divina”.

A repressão sexual costuma gerar doenças, frustrações, conflitos, explosões, aprendendo a trabalhar este sentir, obteremos saúde, alegria, espontaneidade, inteligência, criatividade, sensibilidade; (todas as qualidades dos chakras inferiores).

“Pensamos em demasia e sentimos  muito pouco. Mais do que máquinas, precisamos de humanidade, mais do que inteligência, precisamos de afeição e doçura”.
(Charles Chaplin)

 

SONHOS
É durante o sonho que o corpo físico descansa e se reajusta aos ritmos da natureza. Assim a consciência se estabelece na região do coração. O ritmo da respiração se amolda pela posição do corpo, que vai se movendo até o sono chegar. O ser humano dorme em média três horas de sono chamado REM, onde ele descansa e se revitaliza de força.O importante é acordar devagar, para trazer os sonhos para sua consciência que desperta. A maioria dos sonhos se perde, porque levantamos repentinamente. Podemos estimular o olfato para entrarmos no mundo dos sonhos mais relaxados.Selecione um perfume, ervas perfumadas ou pétalas de flores; encha o travesseiro ou um pequeno sache com algumas essências tais como: alfazema, alecrim, tomilho, jasmim, sândalo ou pachouli, e coloque junto de você. Textos tibetanos indicam que se pode conseguir o controle dos sonhos deitando-se do lado direito, de forma que a respiração pela narina esquerda seja dominante, criando um domínio da respiração lunar, e concentrando-se a consciência na garganta.

MANTRA
O mantra é antes de qualquer coisa, a forma concentrada de sílabas, que tem uma propriedade de energia correspondente á cada fonte dessa mesma energia que é chamada de chackra. Ela protege a mente, e é utilizada também para expandir a mesma. Há três níveis de som:
a) Exterior: o som é pronunciado em voz alta;
b) Médio: o som é pronunciado em voz suave (quase inaudível);
d) Interior: o som é repetido em silêncio;

O som do mantra sempre deve ser puxado de fora pra dentro, para que a psique seja fortalecida de uma forma mais segura. O mantra “OM”, é o suporte do qual emanam todas as coisas criadas (ver 6° sentido, n°35, “AUM”,  o som primordial da criação). De acordo com a emissão desses sons, a aura muda de cor, além de contrair-se e expandir-se. Esses sons nutrem e mantém os chackras que existem no corpo, por serem exatamente eles os centros de energias que fazem as conecções da Matéria, da Alma e do Espírito. Estes  chakras  tem forma, som, e cor própria.

CHAKRAS
São tidos como pontos de captação, armazenamento e distribuição de energias em todo o corpo. Os tantricos  nos dizem ter mais de 78 mil chakras no corpo humano; mas são 7 os Principais:  “ OS TRÊS PRIMEIROS CHAKRAS ESTÃO RELACIONADOS COM NOSSA VIDA FÍSICA”

1)Chakra: Básico: Percepção: ânus (eliminação)
                                              Nome: muladhara
                                              Mantra: lam
                                              Elemento: terra
                                              Rege: alimentos
                                              Localização: raiz da coluna (plexo sacral)
                                              Cor: vermelho intenso
                                              Deidade: Ganesha
                                              Domínio: mineral (sal)
                                              Perfume: sândalo (homem) almíscar (mulher)
                     Pétalas: 04
                                              Sensório: nariz (olfato)
                                              Endócrino: supra  renal
                                              Psicológico+: conhecimento, concretização
                                              Psicológico-: ignorância, mêdo     

  2)Chakra : Morada do ser: Percepção: tecido reprodutivo
        (base de ojas)                         Nome: swadhistana
                                                      Mantra: vam (pronuncia-se: uam)
                                                      Elemento: água
                                                      Rege: prana
                                                      Localização: sexual (sistema urogenital, região púbica)
                                                      Cor: laranja terra
                                                       Deidade: Brahma
                                                       Domínio: mineral
                                                       Perfume: cítrico (homem ou mulher)
                                                       Pétalas: 06
                                                        Sensório: tato
                                                        Endócrino: ovário, testículo
                                                        Psicológico: desejo

                       3)Chakra: cidade das pedras preciosas : Percepção: pés (movimento)
                            (fogo digestivo)     Nome: manipura
                                  Agni                        Elemento: fogo
                                                          Mantra: ram
                                                          Rege: vontade
                                                          Localização: umbigo, plexo solar
                                                          Cor: indigo
                                                           Deidade: Rudra  (Deus Shiva irado)
                                                           Domínio: vegetal
                                                           Perfume: adocidados
                                                           Pétalas:10
                                                           Sensório: visão
                                                           Endócrino: pâncreas
                                                           Psicológico: ego, nível pessoal

               “OS TRÊS CHAKRAS A SEGUIR ESTÃO RELACIONADOS COM NOSSA
                                                      FUNÇÃO MENTAL”
     
                            4)Chakra : Coração: Percepção: mãos (movimento de pegar)
                                                                Nome: anahata (o som inaudível)
                                                                Mantra: yam
                                                                Elemento: ar
                                                                Rege: amor
                                                                Localizaçao: coração (sede do prana mental)
                                                                Cor: vermelho rosado
                                                                Deidade: Issa   (Cristo)
                                                                Domínio: animal
                                                                Perfume: rosa vermelha ou branca
                                                                Pétalas:12    
                                                                Sensório: paladar
                                                                Endócrino: timo
                                                                 Psicológico: devoção, aspiração espiritual

                           5)Chakra : pureza: Percepção: boca (expressão)
                                                                Nome: vishuddha
                                                                Mantra: ham
                                                                Elemento: éter
                                                                Rege: conhecimento
                                                                Localização: garganta, laringe, sistema respiratório
                                                                Cor: cinza esfumaçado
                                                                Deidade: Sada Shiva
                                                                Domínio: hominal
                                                                Perfume: sândalo
                                                                Pétalas:16
                                                                Sensório: audição
                                                                 Endócrino: tireóide
                                                                 Psicológico: clareza, inspiração

                             6)Chakra: Comando: Percepção: testa (3° olho) cerebelo, medula oblonga
                                  (sede da mente)       Nome: ajna
                                                                  Mantra: ksham
                                                                  Elemento: prana sutil
                                                                  Rege: experimentação
                                                                  Localização: testa
                                                                  Cor: prata
                                                                  Deidade: Maha Shiva
                                                                  Domínio: hominal
                                                                  Perfume: violeta , dama da noite
                                                                  Pétalas: 02 (que se abrem em 48)
                                                                  Sensório: intuição
                                                                  Endócrino: hipófise
                                                                  Psicológico: sede da alma individual (jivatma)

                      “ESTE CHAKRA ESTÁ RELACIONADO COM NOSSA FUNÇÃO
                                                               ESPIRITUAL”
                                                                             
                                                                 
                              7)Chakra : lótus de mil pétalas: Percepção: consciência
                                                             Nome: sahasra padma chakra
                                                             Mantra: om
                                                             Elemento: éter no estado causal (Logus)
                                                                Rege: o ser
                                                                Localização: cérebro do corpo sutíl
                                                                Cor: todas
                                                                Deidade: Para Brahma (Brahman)
                                                                Domínio: angélico
                                                                Perfume: jasmim,  
                                                                Pétalas:1.000
                                                                Sensório: transcendente (além de)
                                                                Endócrino: pineal
                                                                Psicológico: morada do ser supremo (Paramatma)


Nos chakras o elemento éter está relacionado com a  sutileza:ouvir
                      o elemento ar está relacionado com o movimento:  pele/ tato
                   o elemento fogo está relacionado com o calor:  olhos
                     o elemento água está relacionado com a coesão e contração: língua/ paladar
                     o elemento terra está relacionado com densidade e solidificação:  nariz/ olfato/


AUDIÇÃO
Estar sempre muito atento com o que o parceiro tem a dizer ou expressar antes, durante e depois da relação.(fator  primordial de interação e condução da evolução dos sentidos). Aliás  tenho aqui comigo,que esta é a arte mais envolvente que o ser humano pode utilizar em qualquer momento de sua vida). Saber ouvir em qualquer momento é realmente uma arte muito interessante!

VERBALIZAÇÃO
É importantíssimo não esquecer jamais de falar para o parceiro tudo o que ele merece ouvir.
Utilizar aqui o bom senso,é uma questão de sensatez, de sensibilidade e até de sabedoria.

TATO E OLFATO
AH!! Este item é fundamental.... um toque desatento pode colocar todo um ato em risco. O toque tem que ser sempre muito suave mas, sempre muito firme. O deslizar do tato tem o poder de nos transportar para portais de excitação, prazer e glória inimagináveis. O toque dos lábios nos faz sentir o gosto da pessoa amada, e o seu cheiro nos transporta a mundos onde só o sentir consegue se expressar.                                                    

OLHOS
O tantra considera muito os sinais dos movimentos dos olhos, e reconhece algumas diferenças nos olhares, tais como: .
1) olhar aniquilante;2) o subjugante;3) o invocativo;4) o petrificante; etc   Por isso que os olhos são considerados as janelas da alma.
Olhar tanto para dentro de si mesmo, como olhar fixamente e penetrantemente o olhar do parceiro, esta troca faz com que sejam o tão famoso dois em um.

ALGUNS BENEFÍCIOS QUE O TANTRA NOS TRAZ:
“Assim nos dizem os textos tantricos”: Se comermos mais frutas, vamos estar desenvolvendo mais nosso lado instintivo, portanto acelerando nosso potencial intuitivo e nosso poder de cura. Neste panorama a  abstinência têm seu valor: ela ajuda a fortalecer e revitalizar a sexualidade. Os textos tantricos nos contam que se um casal deseja garantir a concepção de uma criança forte e saudável, alguns dias de abstinência antes de um prolongado ato sexual vão ajuda-lo a alcançar seu objetivo. Há dois tipos de abstinência: a total (perda do contato sexual), ou perda somente do orgasmo (durante o ato sexual). Em relação a  impotência acreditem, é consequência de ansiedade, exaustão, debilidade física.

A impotência é curada principalmente por um ajustamento na atividade mental e estilo de vida. Quando o fogo da paixão já não brilha tão intensamente, é mais fácil controla-lo, apesar  que eu particularmente não vejo o porque este fogo tenha que se extinguir, se eu nutrir sempre minhas células e hormônios em minhas meditações não precisarei abrir mão deste sentir, já que ele é o que me faz viva sempre. Na astrologia que é a ciência do destino do céu, e como o céu e a terra se completam fazem que as criaturas terrenas se completem com os karmas principais de sua vida.

As posições e papeis de um casal, estão diretamente relacionados às configurações astrológicas, fazendo de ambos yantras com finalidades e ressonâncias naturais que agem entre si. Algumas  formas de poderes mágicos são adquiridos naturalmente quando se nasce, proveniente de vidas passadas ,influências astrológicas, pais e ancestrais, outras são adquiridas pela prática de austeridades (rituais). Siddhis e Siddhas,  são os nomes usados para designar pessoas que controlam os poderes mágicos.

No oriente a cor vermelha está associada a energia feminina. A deusa Dakini simboliza no tantra o refinamento da emoção. O tantra nos ensina também que cada mulher tem sua virgindade restaurada após o final do período menstrual.  

Na tradição tantrica, o sentimento do erotismo está relacionado com o paladar da doçura.
O Deus Vishnu é considerado como aquele que governa o sentimento erótico; manifestado como o senhor Krishna , é o protótipo do amante ideal....( ver 6°sentido, n° 34, “ Krishna, o grande avatar do hinduísmo”).

Como já foi dito, a consorte de Vishnu é Lakshmi, ambos governam o elemento água, que representam as secreções úmidas, dando origem ás relações sexuais; tudo se origina da relação sexual, e tudo se definha sem o amor sexual; o filho deste casal de amantes é Kama, o Deus do amor. Esta deidade (Kama) é lindíssimo, sempre retratado voando em uma pomba.  

O Deus Ganesha também tem parte importante nesta estória tãntrica.....sendo Ele a personificação do Deus que remove os obstáculos físicos,emocionais e psíquicos, e seu corpo imenso possuindo movimentos graciosos, simbolizam a combinação da força interior com a sensibilidade necessária para o avanço espiritual do tantra. Sua tromba longa  representa o lingam (órgão sexual masculino) e a boca representa a yoni (órgão sexual feminino).Esta deidade é considerada o guardião e senhor do chakra sexual.                      

O que importa não é “o que você faz”, mas “como você faz”.

A arte do tantra nos ensina que o ato de amar ,como todos os atos importantes, deve crescer naturalmente e desenvolver-se a partir da auto-confiança e do auto-conhecimento. O beijo na boca é usado para combinar sentimentos e harmonizar emoções; este mesmo beijo é a aproximação mais próxima da união do lingam com a yoni; O tantra nos sugere que o tamanho da boca é respectivo ao tamanho da yoni, e o tamanho do nariz é respectivo ao tamanho do lingam.(folclore ?) O beijo pode nos indicar também inconscientemente o desejo de obtermos proteção psíquica; O abraço é muito importante na arte de amar, principalmente depois de já obtido o orgasmo; a manutenção dos sentimentos envolvidos durante o ato, poderão ser prolongados através do abraço( é de extrema importância para não se ter depressão pós coito).

A menstruação para a cultura hindu significa que a mulher está sob forte influência da lua e deve ser tratada com respeito e carinho; o sangue menstrual é considerado como uma forma de Agni, o Deus do fogo; o sangue menstrual contém resíduos do forro uterino, células ovo descartadas, hormônios estrogênios, lecitinas, compostos de arsênicos e ricas concentrações de minerais essenciais, como o ferro e o fósforo;  Na tradição tântrica, a mulher é vista como uma virgem imediatamente após a menstruação(Kumari), como uma jovem esposa durante a semana que se segue a menstruação(Sarasvati), como uma senhora mundana da casa durante a semana seguinte(Kakshmi), e como uma sábia durante a aproximação da menstruação(Kali).

No item concepção é fator básico a atitude mental para determinar a concepção, e o sexo da criança. Crianças concebidas durante uma relação noturna, são em geral mais nobres do que aquelas concebidas durante o dia( particularmente eu acho muito estranho este conceito, dogmático não?).O chakra Samhita declara que a mulher dá a luz a uma criança que se pensa no momento da concepção( isto eu concordo, pois já passei por esta experiência).Antes da concepção se a mãe comer mais alimentos  salgados, vinhos finos, cerveja, etc, ela conceberá um menino;em  contra partida se antes da concepção ela comer mais alimentos doces e laticínios, provavelmente conceberá uma menina(isto é tendência, e não fato).

Em relação aos afrodisíacos: alimentos saudáveis e um estilo de vida mais natural,  são sem dúvida os afrodisíacos mais eficazes;

Quem pensa que esta arte serve apenas para ilustrar nossa vida sexual, está enganado, ela serve para alcançarmos:

1) o auto-conhecimento, onde descobrimos o que realmente nos dá prazer na vida, percebemos quais são nossos bloqueios, e aprendemos a  sermos nós mesmos.

2) obtemos mais libido, e isto nos traz mais felicidade nos tornando menos agressivos, mais criativos e saudáveis; conseqüentemente aumentamos soma, que é energia vital).

3) conseguimos um aumento da disposição, canalizando a energia sexual para todos os setores da vida, principalmente no trabalho, aumentamos nosso rendimento profissional.

4) conquistamos maior longevidade já que o tantra nos sugere que não fumemos, não bebamos, não façamos uso de drogas,atraindo em nós mais saúde através do corpo limpo.

5) conquistamos também mais harmonia em nossa vida em geral, porque cria um elo espiritual em tudo, aumentando a cumplicidade e o amor entre os seres humanos.

“Toda debilidade física e psicológica pode ser atribuída pela prática sexual irregular. A arte do amor deve ser considerada a mais bela de todas as artes, pois quando praticada corretamente leva o indivíduo em direção ao objetivo da imortalidade”.
                                        Su Nu Ching

Em relação ao Kama Sutra, este é um épico hinduísta, que trata da magia e da arte de amar.
Eu particularmente não gosto muito, pois considero este um tanto pré- conceituoso, mas não tiro seu valor artístico e romântico.

“A vida sexual coloca um brilho nos olhos, uma excitação nas faces e faz o mundo parecer um lugar melhor para se viver”.
                            Mantak Chia (segredos taoístas do amor )   
                       
                                                                                    
CONCLUSÃO
O tantra ou o sexo tântrico é o equivalente hindu do sexo taoísta.
 
As palavras em sânscrito para os órgãos sexuais são”lingam” para o homem e “yoni” para a mulher,sendo que para a cultura hindu estes órgãos além de estarem associados a vida sexual, tem uma conotação muito mais espiritual. Em toda a Índia existem santuários onde lingam e yoni podem ser cultuados (numa forma que para eles a yoni e o lingam significam a energia, masculina(positiva) e feminina(negativa).
A deusa Indra é sempre representada com seus seios perfumados com sândalo.
 
O deus Kama , deus do amor, é sempre representado portando arco e flecha; esse arco é feito de cana de açúcar, e a corda consiste em abelhas, e cada uma das suas cinco setas tem na ponta o botão de uma flor; Supõe-se que as setas penetrem no coração de quem as recebe por meio de um dos cinco sentidos dele ou dela; Uma das setas termina com a flor de jasmim, conhecida por seu valor afrodisíaco; Kama Sutra ou Kama Shastri significa”Escritura do amor”, eis que Kama é a palavra hindu para amor, equivalente a Eros ou Cupido; O Kama Sutra faz muitas referências às plantas aromáticas,visto serem parte intrínseca do ato sexual; Foi atribuído tanto poder às propriedades rejuvenescedoras das plantas aromáticas como a de seus poderes de sedução.
 
“Se você quiser repetir o ato, perfume-se com fragrâncias doces, depois aproxime-se da mulher e você sempre atingirá um estado feliz” (Kama Sutra),
 
“Aquele que se alimentar vários dias com ovos cozidos com mirra, cinamomo e pimenta terá vigor aumentado em suas ereções e em sua capacidade de copular” (O jardim perfumado).
 
Não é de admirar que essas escrituras de amor, tenham sido redigidas numa parte do mundo em que o sol e a vida sexual eram uma delícia cotidiana; onde a lua acalanta os eternos namorados; onde a alma canta e encanta aos maiores amantes da terra; onde gerar vida é felicidade plena; onde os deuses ditam suas glórias eternas; onde o ser humano alcança sua maior dádiva que é o amor; onde a arte de amar é singela, doce, acobertando sempre àqueles que a procuram no mais recôndito de seu ser; onde a mística do erótico é abençoada pelos mais nobres e inteligentes seres; onde qualquer ser poderá sempre gritar ao infinito seu amor repleto de sentimentos puros e verdadeiros...
 
Façamos sempre amor, dele depende a continuidade da nossa manifestação no infinito amor de Deus....
É interessante notar que mesmo em livros mais profundos, mais esotéricos, o sexo é sempre considerado como uma coisa apenas pertencente ao corpo físico, ao plano “inferior”. Nessas obras fala-se de esferas povoadas por seres sem sexo, planos elevados, espirituais e “neutros”. Como se os  termos “elevado” e “espiritual” fossem sinônimos de assexuado. Não existe, porém, um universo neutro, onde a energia sexual não se manifesta. Yin não existe sem Yang e vice-versa; ambos são inseparáveis e co-existentes.
 
O impulso criador penetra todas as coisas, invisíveis e visíveis, Pedras, plantas, animais, seres humanos, devas ou anjos, planetas, estrelas, sóis e galáxias - todo o universo só existe por causa daquela avassaladora força criadora, ao mesmo tempo masculina e feminina, a que chamamos sexo. E, se existem seres que não se reproduzem em nosso plano, isso não quer dizer que sejam assexuados, mas apenas que o fazem em outros níveis, impalpáveis para nós. A força criadora onipresente se manifesta tanto no plano físico como no astral, mental, psíquico, e búdhico. Podemos distorce-la, encarcera-la, tentar ignora-la  por determinado tempo, mas nunca destruí-la, porque sem ela a manifestação cognoscível é impossível.
 
“O Deus do Amor segura o mundo em sua mão, um mundo composto do mutável e do imutável. O manifesto e o não  manifesto. O eu separado, ainda não consciente de Deus, busca o prazer apenas para se tornar cada vez mais subjugado. Quando enxerga Deus, ele chega ao final de sua servidão.Tudo é mutável no mundo dos sentidos; imutável é o supremo Deus do Amor.Medite sobre Ele, desperte do sonho da separatividade. Dedique-se ao Deus da vida, que é a causa do cosmos. Ele removerá a causa de todo o seu sofrimento e te libertará da servidão do karma. Aqueles que atingem o objetivo supremo da vida, realizando o Eu e ultrapassando toda a tristeza, reluzem como um espelho cuja poeira tenha sido removida” (Joshua David Stone).

Pesquisa feita nas seguintes obras: livros internos da Suddha Dharma Mandalam,
    Livros de Levi Leonel,
    Aromaterapia para amantes (Maggie Tisserand)
    Mistérios Ocultos (Joshua David Stone)

Profa. Margareth Gonçalves (Devidasika)

Praticante e estudiosa de Suddha Raja Yoga desde 1974, Gnana Dhatha (Sacerdotisa) da Suddha Dharma Mandalam, recebeu o título honorário em 2004 de Ashrama Acharya (Instrutora) reconhecido pelo Conselho Mundial de Yoga. Yogaterapeuta especializada em Psicologia do Yoga, também capacitada em outras técnicas como: gemoterapia, florais, reiki, cromo e laya yoga. Fundou em 1994 o Instituto de Cultura Hindu Naradeva Shala.
suddha dharma, yoga, meditação


Mais Artigos



Mais Colunistas

Contato

Instituto de Cultura Hindu Naradeva Shala

Rua Coriolano, 169/171, São Paulo (próximo ao SESC Pompéia e ao Shop. Bourbon)

Telefone: (11) 3862.7321 ou (11) 94748.9690 (whats) Email: atendimento@naradeva.com.br